Os riscos para as marcas durante a Copa do Mundo 2022



Muito além de somente torcer, as marcas também desejam entrar em jogo no período de Copa do Mundo, evento esportivo organizado pela FIFA, que acontecerá no Catar nos meses de novembro e dezembro de 2022.


Principalmente aqui no Brasil, onde o futebol é tão amado, ele aproxima as pessoas, cria um sentimento de pertencimento e movimenta a economia, tornando o tema uma grande oportunidade para as empresas atraírem clientes que gostam do esporte.


Mas você sabia que as marcas são proibidas legalmente de usar termos relacionados a Copa do Mundo? Sim, é preciso ter cuidado para não pisar na bola, já que existem regras de publicidade que devem se respeitadas, pois envolvem o uso de marcas registradas.


A seguir, explicaremos o que as marcas podem e o que não podem fazer durante esse período. Confira!


As diretrizes e marcas registradas da FIFA


A principal competição de futebol do mundo gera muitas expetativas ao redor do mundo todo. Segundo uma pesquisa da Meta Foresight, cerca de 84% dos brasileiros pretendem acompanhar a Copa do Mundo do Catar.


E não são somente os expectadores que aguardam esse grande evento, mas as diversas empresas que esperam de alguma forma aproveitar a oportunidade para lançar campanhas publicitárias sobre o assunto.


O que muitos não sabem é que a FIFA determina suas regras de propriedade intelectual e marketing em um documento, e somente os patrocinadores e apoiadores oficiais podem usar os nomes, símbolos e toda a comunicação da marca.


E se engana quem pensa que a utilização dessa propriedade não é monitorada. O uso indevido de qualquer um desses elementos pode ocasionar a retirada da campanha do ar e até mesmo uma ação judicial por parte da FIFA.


Então, para não errar nas estratégias desse grande campeonato, é importante se informar e usar a criatividade para evitar um cartão vermelho.


A regra é clara: que tipo de publicidade NÃO fazer durante a Copa?


As Diretrizes de Propriedade Intelectual da FIFA trazem uma série de regras, visando evitar que marcas não apoiadoras ou não patrocinadoras associem seus nomes à Copa.

Sendo assim, para você não errar nesse quesito, listamos a seguir o que não pode ser utilizado na publicidade de marcas não patrocinadoras da Copa do Mundo:


  • hashtags oficiais da Copa nas redes sociais;

  • anúncios comerciais usando naming, ícones, termos registrados e imagens;

  • o logo oficial da Copa do Mundo 2022;

  • a imagem do troféu oficial;

  • o nome e a imagem do mascote oficial;

  • a imagem da bola oficial;

  • a fonte oficial “QATAR 2022”;

  • o cartaz oficial;

  • usar os ingressos dos jogos como prêmio em sorteios e concursos;

  • o slogan oficial “Now is all” - Agora é tudo;

  • os cartazes e logos oficiais das cidades da Copa;

  • as marcas corporativas da FIFA;

  • realizar propaganda e exibição de marcas não patrocinadoras nos estádios;

  • produzir e vender itens de divulgação e produtos com uso de marca ou designações oficiais da Copa;

  • decorar ambientes com a bandeira nacional e elementos relacionados ao futebol usando com eles as marcas e designações oficiais da Copa;

  • inserir as marcas oficiais em domínios na internet para uso comercial;

  • e o uso da estética visual e de seus componentes individuais.


Para entrar em jogo: como fazer uma campanha comercial na Copa sem problemas jurídicos?


Agora que você já sabe o que não pode fazer, deve estar se perguntando se existe outra forma de sua empresa vestir a camisa e aproveitar o momento. Sim, é possível.


Mas a resposta está na criatividade, sempre necessária para diferenciar a sua marca.

O futebol já é um esporte enraizado na vida do brasileiro, por isso, é possível investir nas sensações ou em como a sua marca se relaciona com a modalidade, por exemplo.


Confira algumas estratégias para o seu negócio se comunicar durante a Copa do Mundo, sem pisar na bola:


  • fazer menção ao evento sem citá-lo diretamente;

  • patrocinar jogadores da seleção;

  • utilizar a palavra “Copa”, sem “do Mundo” ou “FIFA”;

  • realizar promoções nos dias de jogos da seleção, divulgando a promoção e não o evento;

  • usar as cores do Brasil;

  • e fazer menção à “seleção”, sem utilizar o termo “brasileira”, pois essa é uma marca registrada da CBF.


Sendo assim, não use as seguintes maneiras de se referir à Copa:


  • Copa do Mundo;

  • Copa do Mundo 2022;

  • Copa do Mundo FIFA;

  • Copa do Mundo FIFA 2022;

  • Copa do Mundo FIFA Catar 2022;

  • Copa do Mundo FIFA Qatar 2022;

  • Catar 2022 ou Qatar 2022;

  • Copa Mundial;

  • Mundial;

  • FIFA.


E quanto à Seleção?


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), tem suas restrições nesse sentido. Então, o que não pode ser usado na promoção da Copa?


  • a camiseta da Seleção ou modelo parecido;

  • o nome, o escudo ou a marca da CBF;

  • o mascote da Seleção;

  • imagens dos jogadores ou dos jogos;

  • e o termo “Seleção Brasileira”.


Seguindo as orientações do nosso texto, sua marca estará segura, podendo desfrutar do clima da Copa do Mundo sem problemas e infrações.


Na comunicação ou no jogo, existem regras que precisam ser cumpridas, e agora que você já as conhece, leia o nosso artigo sobre “O que é o diferencial de marca” e entenda quais são os critérios que os clientes utilizam para escolher uma marca e não a outra.