Planejamento de comunicação 2020: por onde começar?



O planejamento de comunicação na maioria das vezes é deixado por último nas perspectivas de um novo ano de uma empresa. Se você não é desse time, entende a necessidade e a importância de um roteiro de ações comunicacionais muito bem delimitado, esse texto é para você.


Sabemos que definir uma estratégia para 12 meses pode ser um trabalho árduo, por isso queremos facilitar essa tarefa. Tenha em mente que esse é o momento de visualizar a sua comunicação interna e externa como um todo para poder atingir melhores resultados e maior visibilidade.


Neste artigo você poderá entender em 6 tópicos como uma um planejamento de comunicação pode auxiliar a sua empresa em 2020.


1) Estruture a comunicação e a sua equipe interna


Como primeiro passo foque na comunicação interna da sua empresa. Ter isso bem esclarecido, estabelece uma relação mais próxima e transparente para com os funcionários.


Uma maneira muito eficaz de se fazer isso é promover encontros com os colaboradores para assimilar as opiniões sobre a comunicação. A regra aqui é ouvir a opinião de quem está totalmente envolvido no processo.


Conforme as reuniões forem acontecendo, tente absorver ao máximo as falhas e acertos apontados da empresa. Essas percepções podem ser esclarecedoras para o próximo ano.


2) Defina os objetivos


Refletir sobre planos futuros e sobre o que você deseja que a empresa atinja esse ano é um passo importante para se ter uma noção do que é preciso para chegar até lá.

Podemos separar os objetivos em dois grupos principais:


I. Marketing:

  • aumentar as vendas;

  • aumentar o fluxo de clientes;

  • fazer um e-commerce mais eficiente para vender mais;

  • atingir novas praças;

  • e afins.


II. Comunicação:

  • associar a marca a algo, como causas sociais ou posicionamentos de mercado;

  • fazer com que as pessoas conheçam e entendam o propósito da empresa;

  • atualizar a identidade da marca para o momento da empresa;

  • tornar o negócio reconhecido (regional, nacional ou internacional);

  • melhorar a imagem da empresa, marca ou produto;

  • entre outros.


3) Estabeleça um planejamento financeiro para a comunicação


É claro que dependendo dos objetivos talvez seja preciso adiar por um tempo e pensar no futuro. Quando pensamos no planejamento de comunicação é preciso também considerar o orçamento para tal.


Prever uma quantia fixa mensal para a comunicação é uma alternativa para manter as suas finanças sob controle e ainda ter qualidade e estabilidade na comunicação.


Quando se mantém a marca engajada com o público é mais fácil vender, lucrar e atingi-lo em épocas específicas.


Vale lembrar também que para campanhas maiores e de mais impacto, é indicado investir um adicional, além do valor fixo.


4) Determine as mídias da comunicação


Fazer o planejamento de comunicação também envolve escolher quais mídias são adequadas para se trabalhar e que podem interferir diretamente nos seu orçamento.


Veja algumas opções abaixo:

  • Televisão ( $$$$$ ) - Dependerá do trabalho realizado e em qual emissora e horário que foi veiculado. Necessita equipe especializada, planejamento, branding muito bem definido, e linguagem clara, simples e concisa. Suas vantagens incluem bom retorno, aumento de visibilidade e credibilidade da marca.

  • Jornal ou revistas ( $$$$ ) - Para ter seu anúncio colorido e grande entre as páginas é preciso investir um valor considerável na entrada, pois normalmente essas mídias vendem pacotes fechados por metragem. Tem retorno considerável e traz mais credibilidade à marca.

  • Rádio ( $$$ ) - O solicitante tem a possibilidade de escolher qual horário, período e durante qual comercial de programa podem ser veiculados os materiais. O retorno depende da quantidade de ouvintes da região em específico, a não ser que seja uma webrádio. A vantagem de usar o áudio em específico é que o ouvinte pode estar fazendo outras coisas e ainda sim entender a mensagem da sua empresa.

  • Google Adwords ( $ - $$$$$ ) - Neste caso há flexibilidade de valor, pois você pode decidir quanto quer investir, não há mínimo. O valor é referente a cada palavra-chave colocada no serviço oferecido pelo buscador. Presume-se que quanto mais e mais direcionadas as palavras-chaves forem selecionadas, mais efetivo o anúncio será também. Porém, é preciso ter um conhecimento sobre a ferramenta e do público da sua marca para selecionar apenas as mais relevantes. O retorno pode ser mensurado direto pela ferramenta.

  • Posts e stories patrocinados ( $ - $$$$$ ) - As redes sociais também são mais flexíveis e podem ser proporcionais ao investimento. Os anúncios realizados por profissionais da área são direcionados para públicos pré-selecionados e assim mais efetivos para gerar engajamento. Tanto nas vendas quanto na quantidade de curtidas e seguidores.

  • Materiais impressos ( $$ - $$$$$ ) - Usados para promover sua marca nas ações em locais específicos, na frente do seu negócio, eventos, feiras e conferências. Podem ser flyers, banners, displays, adesivos, outdoors e afins. Cada material exige uma técnica e montagem diferente para que seja de fato, efetivo.

  • Kits institucionais ( $$ - $$$$$ ) - Brindes podem entrar nessa categoria. Neste caso, preocupa-se em oferecer itens da marca a quem se interessar, não vinculando um valor à ela e sim a identidade visual, até as cores e outros símbolos que podem ser remetidos diretamente a tal. O valor depende da quantidade de material solicitada e retorno imensurável já que a maioria das pessoas usa os itens no dia a dia.

  • Marketing de guerrilha ( $$ - $$$$$ ) - Normalmente são ações feitas em locais públicos e com pessoas reais. Tem o objetivo de proporcionar uma experiência única ao consumidor. Foge da publicidade normal e tem grande chances de viralizar. O valor e retorno é variado, pois depende do quão criativo o trabalho é, a equipe necessária, o mercado, o momento e contexto em que foi inserido.


5) Avalie o calendário de 2020


Anote as datas mais importantes para a sua marca:

  • comemorativas: feriados comemorados em um dia;

  • institucionais: datas importantes da empresa, como fundação;

  • sazonal: períodos como páscoa, dia dos namorados, black friday, natal, trocas de estações, etc.

Não precisa compartilhar e explorar todas as datas comemorativas do ano, apenas as mais importantes e relevantes à essência de marca.


6) Crie o planejamento de comunicação integrado


Por fim, é sempre bom conversar com uma agência de publicidade para alinhar todos os tópicos citados acima para fazer um planejamento de comunicação prévio.


Ao longo do ano, podem haver imprevistos e alterações, afinal estamos lidando com pessoas em uma realidade em constante transformação. Mas, ter em mente o panorama elencado acima no início do ano só traz benefícios a sua marca.


E se você não sabe qual o público-alvo, a imagem que as pessoas têm sobre a sua marca, a linguagem a seguir, se ela é tradicional ou moderna, sugerimos a leitura deste artigo.

logo-difere2.png

Bauru/SP

Rua Benedito Moreira Pinto,

nº 8-31, Jardim Panorama.

Siga nas redes sociais:

  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo